Diálogos em educação musical: estudo de uma práxis dialógica com crianças na perspectiva da educação não formal (p. 107-132)

  • Jussara Aparecida de Paula Justino
  • Ilza Zenker Leme Joly

Resumo

O artigo aborda a pesquisa desenvolvida no Programa Curumim na unidade do
SESC-SP, na cidade de Araraquara/SP, que atende crianças de 7 a 12 anos de ida-
de, filhos de servidores do comércio de bens, serviços e turismo. O programa visa
ao desenvolvimento integral da criança por meio de atividades culturais, artísticas e
esportivas que priorizem o lúdico e a qualidade de vida. O objetivo foi identificar
possibilidades no desenvolvimento de processos educativos e musicais com crianças
em uma perspectiva da educação não formal, valorizando uma práxis dialógica entre
crianças e pesquisadora. Tem por base autores da área de educação musical e da edu-
cação não formal, como Gohn (2007, 2008), Garcia (2015), Park e Fernandes (2005,
2015) etc. A pesquisa ainda contou, principalmente, com o pensamento de Freire
(2014a, b, c) para entender a troca entre saberes e a práxis dialógica. A metodologia
teve uma abordagem qualitativa, com reflexões baseadas em alguns dos conceitos da
fenomenologia. Os resultados analisados contribuem para a produção do conheci-
mento sobre música na educação com crianças, mostrando a importância do diálogo
como meio para construção de uma leitura de mundo autônoma e como elemento
motivador para a construção de proposições conjuntas entre crianças e educadores.

Palavras-chave: Processos educativos. Educação musical. Educação como huma-
nização. Educação não formal.

Abstract

The article deals with the research developed in the Curumim Program in the
unit of SESC-SP in the city of Araraquara / SP, which serves children from 7 to
12 years of age, children of servers of the goods, services and tourism trade. The
program aims at the integral development of the child through cultural, artistic
and sports activities that prioritize the playfulness and quality of life. The general
objective was to identify possibilities in the development of educational and mu-
sical processes with children from a non formal education perspective, valuing a
dialogical praxis between children and researcher. It is based on authors of music
education and non-formal education such as Gohn (2007, 2008), Garcia (2015),
Park and Fernandes (2005, 2015). The research still relied mainly on the thinking
of Freire (2014a, b, c) to understand the exchange between knowledge and dialo-
gical praxis. The methodology had a qualitative approach, with reflections based
on some of the concepts of Phenomenology. The results analyzed contribute to
the production of knowledge about music in education with children. Showing
the importance of dialogue as a means to construct an autonomous world re-
ading, and as a motivating element for the construction of joint propositions
between children and educators.

Keywords: Educational processes. Musical education. Education as humanizing.
Non-formal education.

Resumen

El artículo aborda la investigación desarrollada en el Programa Curumim en la
unidad del SESC-SP en la ciudad de Araraquara / SP, que atiende a niños de 7 a
12 años de edad, hijos de servidores del comercio de bienes, servicios y turismo.
El programa busca el desarrollo integral del niño a través de actividades cultu-
rales, artísticas y deportivas que prioricen el lúdico y la calidad de vida. El objeti-
vo general fue identificar posibilidades en el desarrollo de procesos educativos y
musicales con niños en una perspectiva de la educación no formal, valorizando
una praxis dialógica entre niños e investigadora. Se basa en autores del área de
educación musical y de la educación no formal como Gohn (2007, 2008), García
(2015), Park y Fernandes (2005, 2015), etc. La investigación aún contó principal-
mente con el pensamiento de Freire (2014a, b, c) para entender el intercambio
entre saberes y la praxis dialógica. La metodología tuvo un enfoque cualitativo,
con reflexiones basadas en algunos de los conceptos de la Fenomenología. Los
resultados analizados aportan contribuciones a la producción del conocimiento
sobre la música en la educación con niños. La importancia del diálogo como
medio para la construcción de una lectura de mundo autónoma, y como ele-
mento motivador para la construcción de proposiciones conjuntas entre niños y
educadores.

Palabras clave: Procesos educativos. Educación musical. Educación como huma-
nización. Educación no formal.

Publicado
30/10/2017
Como Citar
JUSTINO, Jussara Aparecida de Paula; JOLY, Ilza Zenker Leme. Diálogos em educação musical: estudo de uma práxis dialógica com crianças na perspectiva da educação não formal (p. 107-132). Revista de Ciências da Educação, [S.l.], out. 2017. ISSN 2317-6091. Disponível em: <http://revista.unisal.br/ojs/index.php/educacao/article/view/615>. Acesso em: 19 jan. 2019. doi: https://doi.org/10.19091/reced.v1i38.615.
Seção
Artigos: Seção Nacional

Palavras-chave

Processos educativos; Educação musical; Educação como humanização; Educação não formal