AGROECOLOGIA E EDUCAÇÃO DO CAMPO

UM ESTUDO DE CASO DA ESCOLA FAMÍLIA AGRÍCOLA DE JACARÉ, ITINGA (MG)

  • Viviane Cristina Silva Lima Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • Rodrigo da Costa Caetano Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro

Resumo

Os princípios da Educação do Campo estão assentados nas lutas dos movimentos sociais camponeses por uma educação que valorize as culturas dos sujeitos que vivem e se reproduzem no meio rural em suas perspectivas. Nesse contexto, a agroecologia tem emergido como uma bandeira das Escolas Famílias Agrícolas (EFAs), posto que concilia conhecimentos populares às práticas agrícolas, valoriza a identidade territorial camponesa e oportuniza melhor qualidade de vida desses sujeitos. Diante do exposto, no presente texto, objetiva-se analisar as experiências educativas da EFA de Jacaré e seu viés agroecológico, enquanto possibilidade de alavancar a produção familiar, promovendo as sustentabilidades das localidades contempladas pela escola. A EFA de Jacaré está localizada no estado de Minas Gerais, na região conhecida como Vale do Jequitinhonha. No percurso da metodologia compreensiva, adotaram-se a observação empírica, a abordagem qualitativa e o estudo de caso, somando-se aos pressupostos teórico-conceituais de referências importantes para o desenvolvimento das temáticas aludidas. A pesquisa revelou que a imersão na realidade dos estudantes é a estratégia a ser seguida rumo à transformação da escola em prol das comunidades locais

Biografia do Autor

Rodrigo da Costa Caetano, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro

Doutor em Geografia. Professor associado da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF).

Publicado
02/07/2020
Seção
Artigos